ZineConsciente #18

COMO CRIAR UM PROPÓSITO ATRAENTE PARA SEU NEGÓCIO

Por Raj Sisodia e Haley Rushing

Essas perguntas, extraídas do livro “Guia Prático do Capitalismo Consciente: Ferramentas Para Transformar Sua Organização”, ajudarão você a esclarecer o motivo da sua empresa e a ajudá-la a prosperar.

Por muito tempo, a sabedoria convencional tem indicado que o propósito dos negócios é maximizar os retornos para os acionistas. Porém, pensadores de negócios e líderes de empresas de grande sucesso estão percebendo que esse modo de pensar é falho e prejudicial. O primeiro princípio do Capitalismo Consciente – uma filosofia que fornece uma abordagem alternativa para a busca essencial de lucros, que enfatiza ideias como confiança, colaboração e compaixão – é que um negócio deve ter um propósito maior, distinto de ganhar dinheiro. A maneira mais simples de explicar o propósito é que ele é uma declaração definitiva sobre a diferença que você está tentando fazer no mundo.

Propósito promove inovações significativas, ideias visionárias e ajuda seu negócio a navegar por tempos turbulentos. Ele dá maior poder à mensagem de sua marca, ajuda a atrair (e reter) os talentos certos, contribui para a realização pessoal e para uma vida bem vivida e que gera resultados financeiros mais elevados no longo prazo.

AS QUALIDADES DE UM PROPÓSITO ATRAENTE

Embora haja tantos propósitos em potencial quando se é uma empresa, os grandes propósitos têm algumas características comuns. Nós capturamos várias dessas qualidades no acrônimo HEALING (heroico, evoluir, alinhar, amar, inspirar, natural e galvanizar).

Em um mundo cheio de sofrimento e doenças, a “cura” (tradução de “healing”) é um trabalho nobre. Um negócio consciente cria valor ao atender a algumas necessidades reais e tangíveis de seus stakeholders. Ao fazê-lo, melhora a qualidade de sua existência e os torna melhores do que eram antes. Alivia o sofrimento e traz mais alegria, com impactos positivos no bem-estar físico, emocional e espiritual de seus colaboradores. Assim, acreditamos que todo grande propósito deve ser um propósito de cura.

 

HEALING também representa sete qualidades essenciais de um grande propósito:

Heróico (“heroic”): qualquer propósito digno tem o potencial de ser heroico, ter um impacto transformacional positivo no mundo, afetando não apenas os stakeholders da empresa, mas também sua indústria e talvez até a sociedade em geral.

Evolução (“evolving”): um negócio consciente alinha seu propósito com os impulsos evolutivos de seus tempos. À medida que nós, humanos, progredimos em nossa jornada em direção a uma maior consciência e a estados mais elevados de ser, as empresas terão que se adaptar e elevar seus propósitos para permanecer em harmonia com nossas aspirações e motivações em evolução.

Alinhar (“aligning”): Um grande propósito age como um imã poderoso que alinha todos os stakeholders. Eles mantêm seus papéis e identidades distintas, mas também voluntariamente tornam-se parte de um todo harmonioso. O poder de alinhamento de um grande propósito elimina em grande parte os conflitos que comumente surgem entre as partes interessadas e permite a descoberta de resoluções ganha-ganha quando os conflitos surgem. Quando compartilham um propósito comum, os stakeholders literalmente deixam de ter objetivos cruzados uns com os outros.

Amar (“loving”): As pessoas estão reconhecendo cada vez mais o tremendo poder e centralidade do amor em todos os empreendimentos humanos, especialmente nos negócios. O propósito de uma empresa deve emanar do profundo reservatório de amor e carinho em grande parte inexplorado na maioria de nós. Um propósito construído sobre amor e cuidado cria uma força poderosa e vital em toda a organização. O amor está em harmonia com a essência mais profunda do que significa ser humano.

Inspirar (“inspiring”): Um grande propósito inspira todos os interessados de uma empresa a superar suas limitações auto-impostas e agendas de auto-serviço e lutar pelo aparentemente impossível. Ele eletrifica e anima a organização, dando-lhe um senso de urgência e foco.

Natural (“natural”): Todo grande propósito deve refletir uma mentalidade de viver em harmonia com a natureza, em vez de conquistá-lo ou dominá-lo. Um negócio consciente é semelhante a um marinheiro que se adapta continuamente ao ambiente. Tal marinheiro atrai o poder de mover o navio para a frente do vento e da corrente, cuja energia é ilimitada. No entanto, ele ou ela pode mover o navio em qualquer direção desejada.

 

Galvanizar (“galvanazing”): Um grande propósito não é apenas conceitualmente e emocionalmente atraente, ele move as pessoas para a ação. Ele incorpora “a urgência feroz do agora”, como já dizia Martin Luther King Jr.

DESCOBRINDO SEU PROPÓSITO

Aqui está uma série de exercícios para ajudar você a descobrir o objetivo de sua organização. Esses exercícios farão com que você e sua equipe pensem de forma criativa e ampla, analisem e compreendam o que é realmente especial sobre sua empresa. Com um pouco de reflexão, algum questionamento estruturado e um pouco de inspiração, você pode descobrir (ou redescobrir) o propósito autêntico no coração de sua organização.

 

Você deve fazer este exercício em conjunto com sua equipe de liderança. Cada membro da equipe deve responder as perguntas primeiro individualmente primeiro. A seguir, vocês devem então se unir para discutir e integrar suas perspectivas em um único conjunto de respostas. Como líder, você precisa mais ouvir do que falar. Se você declarar sua opinião ou posição cedo demais, outros membros da equipe podem ficar tentados a seguir seu pensamento. Esse pensamento de grupo diminui o valor de trazer diversas perspectivas de todos os membros da equipe.

 

Para estes os exercícios de descoberta de propósito, recomendamos ir além da equipe de liderança para incluir uma seção transversal de 20 a 30 pessoas altamente engajadas de toda a organização. Para algumas das perguntas, você deve incluir também clientes e fornecedores de longo prazo (essas questões serão evidentes).

 

Vamos começar essa jornada do passado e explorar as origens do que você faz.

1. Revise seu passado

 

Explore a gênese da organização. Converse com os fundadores, revise os documentos da fundação, procure notícias e gravações a partir do momento em que a empresa foi criada e encontre a motivação que estava presente no início. Se os fundadores não fizerem mais parte da equipe de liderança, mas ainda estiverem vivos, essa é uma ótima oportunidade para convidá-los a compartilhar sua história do motivo pelo qual criaram o negócio.

Explore as seguintes perguntas para rever o seu passado:

  • Por que a organização foi originalmente fundada?
  • Quais foram os princípios orientadores sobre os quais esta organização foi fundada?
  • Que espírito ou intenção deve ser preservado e capturado a todo custo em nosso propósito?

2. Compare seus sucessos e fracassos

 

Desconstrua seus sucessos e fracassos – vá além de variáveis óbvias para encontrar os fatores tangíveis e intangíveis que estão presentes quando você está no seu melhor e quando seu pessoal está orgulhoso da organização. Observe onde sua energia e talento naturalmente tendem a gravitar.

Responda às seguintes perguntas para explorar insights de seus sucessos e fracassos:

  • Quando estamos no nosso melhor absoluto, o que está acontecendo?

  • Quando amamos o que estamos fazendo, o que está acontecendo?

  • Quando estamos fracassando, apenas nos deixando levar, em uma recessão, ou não estamos interessados em nosso trabalho, o que está acontecendo?

3. Não pense diferente – Pense na diferença

 

Com muita frequência, as empresas gastam uma enorme quantidade de tempo e energia tentando se diferenciar da concorrência por meio de suas propostas de venda exclusivas. Ao invés de lutar na terra dos atributos, desvie sua atenção do “ser diferente” e concentre-se na diferença que você está tentando fazer. Que diferença você está tentando fazer no mundo? Quando você consegue responder claramente a essa pergunta, ela se torna um poderoso filtro para determinar onde você deve ou não deve gastar seu tempo, energia e recursos.

 

Pergunte a você mesmo as seguintes questões:

  • Qual é o impacto final que esperamos fazer?

  • Quando estamos no nosso melhor, que diferença fazemos na vida das pessoas que servimos?

4. Encontre a interseção entre Força, Paixão, Impacto e Recompensa

 

Seu propósito reside na interseção de seus pontos fortes, suas paixões, o impacto da empresa e as recompensas que seus stakeholders recebem dela. Saber o que motiva intrinsecamente o seu pessoal, o que você constrói para fazer melhor do que qualquer outra pessoa e onde você pode implantar essa paixão e talento para atender a uma necessidade ou resolver um problema no mundo é extremamente poderoso.

Faça a si mesmo algumas perguntas:

  • Qual é a maior força da nossa organização? O que temos de potencial para sermos os melhores no mundo?

  • Por o que somos mais apaixonados? O que mais amamos no que fazemos?

  • Onde podemos ter o impacto mais significativo? Quais grandes problemas ou necessidades do mundo somos capazes e apaixonados por resolver?

  • O que as pessoas nos recompensariam? Quais produtos e serviços nossos clientes comprariam com prazer?

 

5. Fale com seus fãs

 

Converse com seus funcionários mais engajados, seus clientes mais leais e obstinados, seus parceiros fornecedores que fariam qualquer coisa por você e líderes comunitários que adoram ter sua empresa em sua comunidade. Descubra por que eles amam sua organização. O que eles acreditam que você representa? Que diferença eles acreditam que você faz em suas vidas? Essas partes interessadas conhecem o negócio real e, em última análise, são o coração da organização.

Pergunte aos seus fãs algumas perguntas:

  • O que você mais ama nessa empresa ou nessa marca?

  • O que esta empresa ou marca faz por você que ninguém mais faz?

  • Se esta empresa ou marca deixou de existir, o que seria perdido? Do que você mais sentiria falta?

Analise suas respostas e verifique se as ideias coletadas são o que os fãs acreditam que você oferece e não o que sua equipe gostaria de ouvir deles. A verdade nessas respostas pode levá-lo a uma posição muito mais forte. Considere o uso de pesquisadores independentes para coletar esse feedback.

6. Suba alguns degraus

Qual é o valor final do que você está oferecendo? No nível mais básico, descreva o que você faz. Subindo alguns degraus, identifique os benefícios funcionais do que você oferece. Em seguida, identifique os benefícios emocionais do que você entrega. Com esses benefícios mapeados, pergunte a si mesmo: "Qual é o valor final desses benefícios na vida dos clientes que estamos tentando atender?".

Faça a si mesmo estas perguntas:

  • No nível mais básico, o que temos para oferecer às pessoas?

  • Benefício funcional: o que nossa oferta permite que as pessoas façam?

  • Benefício emocional: como a nossa oferta faz as pessoas se sentirem?

  • Valor final: qual é o valor final desses benefícios funcionais e emocionais em suas vidas?

 

7. Ouça o seu coração

No final, o propósito é uma coisa do coração. O que seu coração está chamando você para fazer? Qual problema, necessidade ou outro problema você tem um desejo ardente de resolver através da sua empresa? Nenhum estudo de pesquisa de mercado ou análise SWOT (forças, fraquezas, oportunidades e ameaças) pode ditar qual deve ser o seu propósito. Um propósito só é correto e eficaz se ressoar com os líderes e funcionários de uma organização de maneira profunda e significativa.

Para melhor ouvir o seu coração, faça a si mesmo estas perguntas:

  • O que o seu coração está chamando você a fazer?

  • O que é absolutamente essencial para o propósito de ser verdadeiramente significativo?

 

Próximos passos

 

Nesses exercícios, você explorou as diferentes dimensões do objetivo de sua organização. Isso é preparação – um aquecimento para trabalhar na articulação do seu propósito. Para os próximos passos e para mergulhar em uma expressão mais profunda de propósito, confira o “Guia Prático do Capitalismo Consciente: Ferramentas Para Transformar Sua Organização”.

Autores: Raj Sisodia e Haley Rushing.

Este artigo foi originalmente publicado pela Conscious Company.

Clique AQUI para conferir a publicação original.

Siga o ICCB nas redes sociais!

  • Facebook - Círculo Branco
  • Instagram - White Circle
  • LinkedIn - Círculo Branco
  • Twitter - Círculo Branco

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

contato@ccbrasil.cc

+ 55 11 98828-2141

Rua Alcides Ricardini Neves 12, conjunto 1308

Cidades Monções, São Paulo/SP

04575-050