ZineConsciente

#11

(((ECOANDO)))

OS ECOS DO CAPITALISMO

CONSCIENTE

O ano de 2019 nem começou direito e já vemos sinais de que o movimento Capitalismo Consciente está ganhando cada vez mais vozes. Nesta edição da Zine Consciente trazemos os depoimentos e histórias de Felipe Paschoal e Gabriel Gentil, dois super-engajados!  

O Guia Prático

Felipe Rossi Paschoal

 

Você já teve a oportunidade de ler o livro Capitalismo Consciente - Guia Prático: FERRAMENTAS PARA TRANSFORMAR SUA ORGANIZAÇÃO?

Quando eu conheci o Capitalismo Consciente fiquei eufórico com o conceito e já queria entender de tudo, como era, funcionava e tudo mais. Então, como faço sempre, fui pesquisar se tinham livro e por falta de um tem vários. Eu queria começar pelo Empresas Humanizadas, mas está esgotado e logo vão reimprimir. Então, consegui comprar o livro verdinho, Capitalismo Consciente - Guia Prático.

 

Quando peguei o livro já queria ficar lendo e não parar. Uma vontade de ter todo este conhecimento. Geralmente, a primeira coisa que faço é analisar o sumário. Fiquei muito feliz, pois ele é focado nos pilares do Capitalismos Consciente, ou seja, é dividido em 5 partes, sendo a primeira parte são orientações gerais e experiência, depois vem as 4 partes, uma para cada pilar: Propósito Evolutivo, Integração dos Stakeholders, Cultura Responsável e Liderança Servidora. A quinta e última parte é sobre a implementação. Ah, existe uma parte de apêndice também.

 

Comecei a ler e naquele momento eu estava reestruturando o conceito do meu negócio, então já queria ir direto para a parte do Propósito Evolutivo, mas decidi iniciar pela página um, ou melhor, pelo prefácio, prólogo e capítulo 1 e 2. Sábia decisão! O livro já empolga você ao apresentar o relato da Whole Foods Market e de outros empreendedores conscientes, a origem do movimento e como as empresas conscientes superam as empresas do mercado (página 8).

 

A leitura é envolvente, de forma que você não quer para de ler, quer saber mais e mais. Quer descobrir qual é o segredo, fórmula ou caminho para dar certo e fazer a diferença consciente. Outro fato muito interessante do livro é que ao final de cada capítulo tem um QR Code que direciona você para um vídeo explicativo com o autor ou a pessoal referencial do assunto que você acabou de ler, o que ajuda muito na aprendizagem e é uma forma diferente na aprendizagem do adulto.

 

Antes de você finalizar o último capítulo para iniciar a leitura das partes dos 4 pilares, você é convidado a fazer um Check-list dos 4 pilares, ou melhor, como o livro chama Auditoria simplificada do nível de consciência da organização (página 30 e 31). Nossa! Achei demais. Já lhe abre os olhos para perspectivas tão importantes e você começa a entender, porque empresas conscientes são melhores. São 20 perguntas, sendo 5 para cada pilar, onde ao final os autores orientam você a continuar a leitura na parte referente ao pilar que você está mais deficiente. Vou ser sincero, o meu check-list apresentou que meu negócio estava mais deficiente na Integração com os Stakeholders, mas como eu queria muito ler sobre o Propósito Evolutivo, devido a reestruturação do conceito do meu negócio, eu fui para o propósito.

 

Muito bom! Nos capítulos do pilar do Propósito Evolutivo mergulhei no que precisava, os autores foram muito felizes ao fazer você repensar e aprofundar o tema. Perspectivas como: “O que é grandeza para você?” ou “O que é sucesso para você?”. Várias perguntas interessantes. Então, consegui o que eu queria e fui iniciar a parte da Integração com Stakeholders.

 

Bem, ainda não terminei, pois tenho a mania de estudar os livros que leio e leva tempo. O livro tem 432 páginas, foi lançado em 28 de agosto de 2018 e você poderá encontrar pela internet ou no site do Instituto Capitalismo Consciente Brasil. Eu já indiquei para meus Clientes das consultorias que faço e três deles já compraram. Recomendo que você leia, caso não tenha lido. Se você deseja ter uma empresa que vá além do lucro e faça a diferença de verdade, positivamente, então:

Vem com a GENTE!

Gabriel Gentil e alunos do Colégio de A a Z atendidos pelo Projeto Follow Education.

O Novo Capitalismo: Parte II

Gabriel Gentil

 

Desde que atuei como estagiário/voluntário do projeto PASS (Projeto Armazém Social do Saber), eu mudei muito minha concepção de vida/mundo. Foi em 2009 que eu pedi demissão de uma empreiteira para participar do processo seletivo de escolha dos monitores (estagiários) desse incrível projeto. Eu tive que arriscar obviamente, pois não tinha certeza se seria selecionado. 

PASS é um projeto que prepara jovens carentes para o mercado de trabalho. Além disso, também lhes concede certificado de jovem aprendiz. Foi uma experiência profissional/pessoal muito enriquecedora e houve um sentimento de realização muito grande. Em 6 meses (tempo de duração do curso) a maior parte dos jovens (entre 13 e 18 anos) mudou muito seu comportamento (até bolinha de papel me jogaram no início. No último dia alguns choraram de gratidão). Dos mais esforçados, teve aluno que conseguiu passar para universidade pública, inclusive. 

De lá pra cá muita coisa mudou pra melhor dentro de mim. Consegui ter êxito no meu primeiro empreendimento (agenciafollowme.com.br). Essa aventura me trouxe segurança e confiança para arriscar em outros projetos, que é o caso da Follow Education e, mais recentemente, a representação institucional do Instituto da Criança

No meu último artigo, que felizmente teve muita repercussão, eu falei da importância das pessoas e empresas frente aos problemas sociais enfrentados hoje no Brasil. Até o último dia da minha vida eu vou acreditar que esses são os agentes da verdadeira transformação. O Estado tem responsabilidade sim mas são os stakeholders citados acima que farão as mudanças mais profundas.

Nesse meio tempo, eu vivi uma experiência magnífica que foi a paternidade. Se antes eu já queria deixar um mundo melhor para as próximas gerações, imagina agora! Baseando-me nesse contexto, eu te pergunto: Será que realmente tudo se trata de dinheiro? 

Na minha humilde opinião, a resposta é não. Óbvio que queremos qualidade de vida, viajar e muitas outras coisas que o dinheiro viabiliza. Mas é só isso que importa? Pra mim o maior legado que podemos deixar é um mundo mais justo e com oportunidades IGUAIS para TODAS as crianças desse planeta. O desafio é gigante mas é perfeitamente possível resolver TODOS os problemas. Como diz o grande empreendedor social Edu Lyra, será que iremos colonizar Marte antes de resolvermos nossos problemas internos? 

Não se trata apenas de otimismo. Felizmente temos muitas pessoas e empresas bem intencionadas. E acredito que as próximas gerações terão ainda mais consciência. A questão é: Quando veremos a grande massa de empresas e pessoas fazendo algo realmente impactante? Quando teremos um indicador de transformação social dentro dessas companhias? Pessoas com esse tipo de consciência precisam influenciar o máximo de pessoas ao seu redor.

Recentemente o Pedro Werneck, um dos grandes empreendedores que tive o prazer de conhecer, expôs um vídeo de um TED sensacional do Dan Pallotta, idealizador de diversas ações sociais nos Estados Unidos. As ONGs ainda enfrentam algumas dificuldades (principalmente quando se fala de metas de longo prazo) para continuar crescendo. 

Os desafios são gigantescos sim e temos muito trabalho pela frente. Mas baseado em fatos e também e um pouco de esperança, vejo um mundo maravilhoso nos próximos anos! A próxima riqueza será a quantidade de pessoas que cada um impacta positivamente! Isso sim é ostentação! 

Não sabemos os mistérios dessa vida em que estamos. Ninguém sabe. Mas uma coisa é certa: Quem nasce com oportunidades (boa família, educação e saúde principalmente) deve ter muita GRATIDÃO e ajudar os que não tiveram a mesma sorte. 

E você? Já pensou no que pode fazer de bom pra mundo? Sua empresa realiza ações de impacto social? Se a resposta for sim, o próximo passo é convencer outras pessoas que o mundo não se trata apenas de realizações pessoais e sim de realizações coletivas! 

Vamos juntos? 

CRÍTICAS, ELOGIOS, SUGESTÕES?

COMPARTILHE CONOSCO! 

SIGA O ICCB NAS

REDES SOCIAIS

icone facebook.png
icone linkedin.png
icone instagram.png
icone youtube.png

Instituto Capitalismo Consciente Brasil

contato@ccbrasil.cc

+ 55 11 98828-2141

Rua Alcides Ricardini Neves 12, conjunto 1308

Cidades Monções, São Paulo/SP

04575-050