• Capitalismo Consciente Brasil

Cultura e gestão conscientes



A valorização de empresas capazes de promover transformações sociais positivas e impactantes, juntamente com retornos financeiros, é uma tendência global. Mas quantos líderes de negócios terão coragem suficiente para aderir a essa tendência?

Antes restrita a um nicho, hoje a crença no lucro aliado ao propósito vêm inspirando diversos CEOs, que desejam que suas organizações atuem e sejam vistas como agentes socioambientais conscientes e verdadeiras forças do bem.

Por décadas associado a egoísmo, ganância desenfreada, imposição do medo e concentração de riqueza, o capitalismo vem se conscientizando – sem desprezar os resultados financeiros, mas sim os aliando a cuidado social e preocupação com o bem-estar geral.

As chamadas companhias humanizadas estão redefinindo os conceitos de sucesso e negócios; de acordo com o Presidente do Conselho do ICCB Hugo Bethlem, “tanto o talento da empresa quanto seus clientes estão preocupados em apoiar uma empresa que tem propósito. As palavras amar e cuidar tem de começar a entrar no dicionário corporativo”.

De acordo com o co-CEO do Whole Foods Market, Walter Robb:

“a cultura de uma empresa representa o espaço no qual reside a riqueza e a complexidade das pessoas e onde brilha seu aspecto humano. Portanto, é a parte mais poderosa. Quando ela é edificada, alimentada e desenvolvida ao longo do tempo, torna-se um verdadeiro fator de diferenciação e uma valiosa arma competitiva” (MACKEY & SISODIA, 2018, p. 232).

James Heskett, professor de Logística Empresarial na Harvard Business School, reforça essa visão, afirmando que:

“uma cultura forte pode ajudar ou prejudicar o desempenho de uma empresa. Pode representar até a metade da diferença no lucro operacional entre duas organizações que atuam no mesmo setor. Formar a cultura é uma das atribuições mais importantes de um líder; essa atribuição pode ser ignorada, mas apenas por pouco tempo e sob sérios riscos” (HESKETT, 2012).

Para se aprofundar nos outros pilares do Capitalismo Consciente, clique nos banners abaixo:


Referências:


MACKEY, John & SISODIA, Raj. 2018. Capitalismo Consciente: como libertar o espírito heroico dos negócios. Alta Books.


HESKETT, 2012. James Heskett, apresentação na 4ª International Conference on Conscious Capitalism, Bentley University, Waltham, 22 de maio de 2012.


178 visualizações

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

Assine nossa newsletter

Todos os direitos reservados © 2020 Instituto Capitalismo Consciente Brasil