Auditório Capitalismo Consciente - HSM EXPO 2017 - 2º dia


Olá,

Chegamos ao nosso segundo post em blog referente à incrível experiência que vivemos no Auditório do Capitalismo Consciente no HSM Expo 2017.

Fernando Soares (VP da Ambev para Não Alcoólicos). Veja mais fotos aqui!

Começamos o dia 7 de novembro, dia dois, com Flávio Rocha, CEO da Riachuelo, braço de varejo do Grupo Guararapes, o maior grupo têxtil do Brasil. O Flávio é um empreendedor/empresário, líder na consciência como cidadão e que se preocupa com o Brasil e com a dignidade de todos os mais de 40.000 colaboradores que trabalham no grupo, fundado por seu pai há 70 anos em Natal, Rio Grande do Norte, expandido para Recife, Pernambuco, e depois estruturando a indústria no mesmo Rio Grande do Norte.

Hoje são 300 lojas em todos Estados brasileiros, três fábricas no Brasil e uma no Paraguai (100% exportadora ao Brasil).

Desde que assumiu como CEO, vem trabalhando na afirmação do Propósito de “Gerar Inclusão Social, por meio da Democratização da Moda”. Lembrou que, se o Capitalismo nasceu com a riqueza das nações de Adam Smith, foi por meio do primeiro tear mecanizado que realmente se deu a revolução industrial e, por consequência, a importância do papel do setor têxtil em toda essa modernização.

Hoje o setor é muito criticado por ter seu nome envolvido com trabalho análogo à escravidão na cadeia produtiva, impactos ambientais e por incitar o fast-fashion como consumo desenfreado.

A Riachuelo vem trabalhando fortemente todas essas frentes, para garantir, no seu processo verticalizado, do fio à última prestação, que não haja nenhum destes problemas.

Inclusão social pela democratização da moda é garantir a mulher se transformar de “gata borralheira em Cinderela”, de maneira barata, justa e sustentável.

Como cofundador e ex-presidente do Instituto para o Desenvolvimento do Varejo (IDV) é um ativista do bem, contra o “empresário moita”. "Vamos ajudar a tirá-los das suas tocas e transforma-los em empresários conscientes", diz Flávio.

Em seguida, o Fernando Soares, VP da Ambev para Não Alcoólicos, trouxe três casos conscientes muito interessantes. Guaraná Antártica, Sucos do Bem e Água Mineral AMA. Fernando mostrou como Capitalismo e Causa caminham juntos nos produtos da Ambev.

O Guaraná Antártica é um produto centenário que tinha uma equação Capitalista e encontrou uma Causa. Hoje o guaraná usado na produção dos refrigerantes é 100% rastreado e vem de 2.000 produtores que são contratados, formados, incentivados e reconhecidos financeiramente.

O Sucos do Bem foi criado por Marcos Leta. É um suco em caixinha sem conservantes, sem adição de açúcar e verdadeiramente transparente em tudo que fala e que entrega. Neste caso, um projeto de Causa ajudou o Capitalismo, podendo saltar de 12.000 pontos de vendas para centena de milhares e levar a qualidade do produto e seu Propósito para muito mais brasileiros.

A Água AMA tem 100% do lucro gerado pela venda do produto destinado a uma Causa em algum lugar do Brasil que não tenha água potável. Mais do que dar o peixe, investe na vara e ensina a pescar.

Para fechar o dia glorioso, tivemos a querida Luiza Helena Trajano falando da história do Magazine Luiza, que começou em Franca, interior paulista, há 60 anos, quando seus tios compraram uma loja. O nome Magazine Luiza foi escolhido por meio de uma votação popular.

O primeiro Propósito da empresa foi “gerar emprego para a família e dignidade para todos” e, desde sempre, cuidaram do servir e da humanização das relações.

Luiza Helena já não está no comando da empresa há sete anos; houve uma incrível transição para Marcelo Silva, que realizou um ótimo trabalho e passou o bastão de CEO para Frederico Trajano, filho de Luiza.

Nesta transição, nasceu o novo e atual Propósito do Magazine Luiza, “gerar inclusão social através da inclusão digital”, transformando a empresa de uma rede de lojas de eletrodomésticos com um site de e-commerce, para uma empresa digital com pontos de experiência física sensorial (as lojas).

Hoje Luiza Helena é incansável, uma das fundadoras do IDV (Instituto para o Desenvolvimento do Varejo) e do grupo Mulheres do Brasil, pelos direitos de igualdade das mulheres na liderança das empresas.

Caramba! Quanta coisa legal, que em um texto não consigo transmitir a todos a emoção, paixão e vontade de elevar a humanidade através dos negócios que esses palestrantes têm.

O próximo post no blog será sobre o terceiro e último dia do Auditório do Capitalismo Consciente no HSM Expo 2017. Aguarde!

Abraço carinhoso,

Hugo Bethlem

#AuditórioCapitalismoConsciente #HSMEXPO2017 #FlávioRocha #LuizaHelenaTrajano #FernandoSoares

54 visualizações

Siga-nos nas redes sociais

  • Instagram ícone social
  • LinkedIn ícone social
  • Facebook ícone social
  • YouTube ícone social

Assine nossa newsletter

Todos os direitos reservados © 2020 Instituto Capitalismo Consciente Brasil